Home > Notícias do Centro > Notícias > 5ª Mostra Latino-Americana de teatro de grupo no CCSP

5ª Mostra Latino-Americana de teatro de grupo no CCSP

16/04/2009

19/04/10

página inicial   | página anterior índice de notícias

 

5ª Mostra Latino-Americana de teatro de grupo no CCSP

 

A 5ª Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo, da Cooperativa Paulista de Teatro, vai reunir no Centro Cultural São Paulo, onze companhias teatrais da América Latina, EUA e África. Cinco brasileiras (das cidades de Teresina, Uberlândia-MG, Rio de Janeiro-RJ, São Paulo-SP e Florianópolis-SC), quatro da América Latina (Colômbia, Peru, Chile e Argentina), uma companhia hispânica com sede em Miami, nos Estados Unidos, e uma de Luanda, em Angola.

 

Entre os destaques internacionais estão o chileno Tryo Teatro Banda, que abre a Mostra no dia 20/4 com uma mistura de teatro e música executada ao vivo, usando instrumentos musicais indígenas para contar o início da história do Chile. Do Brasil vem o Grupo Tá na Rua, de Amir Haddad, que completa 30 anos em 2010, para fazer um ensaio aberto sobre seu atual processo de pesquisa, cujo tema é a última crise financeira mundial, pré-intitulado A alegria do palhaço é ver o circo pegar fogo...

 

Todos os trabalhos dos grupos são inéditos em São Paulo, com exceção de Cidade Desmanche, do Teatro de Narradores, vencedor do prêmio Cooperativa Paulista de Teatro 2009 na categoria de melhor espetáculo para espaço alternativo. O debate deste ano será em torno das temáticas públicas (históricas e sociais) e privadas (familiares) na cena latina, eixo da Mostra de 2010.

 

Patrocinada pela Petrobras, com co-patrocínio do Programa de Ação Culltural ? PROAC da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, da Caixa Econômica Federal e da Funarte/Ministério da Cultura, a 5ª Mostra será um espaço para a troca de experiências entre os grupos participantes, e dos grupos com o público, que tem o acesso gratuito a todas as atividades.

 

 

Atividades Paralelas

 

Além das peças teatrais, acontecem no evento as demonstrações dos processos criativos das companhias, com exibição de técnicas, influências e práticas de exercícios cênicos. Também acontecerá um encontro sobre a formação de uma liga latino-americana de teatro, com a presença do representante do fundo ibero-americano para as artes cênicas ? o Iberescena, Guillermo Heras, convidado pelo Centro Cultural da Espanha/AECID ? Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, e também de Marcelo Bones (diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte), Ney Piacentini (presidente da Cooperativa Paulista de Teatro) e Carlos Zatizabal (Corporação Colombiana de Teatro). Haverá ainda a reunião da OISTAT (Organização Internacional de Cenógrafos, Técnicos e Arquitetos de Teatro).

 

Como apoio para a formação de público para o teatro e aprimoramento dos artistas convidados, a Mostra publica durante o encontro o jornal ?O Latino-Americano?, que além de artigos, entrevistas e reportagens, conta com a colaboração de quatro críticos: dois de língua espanhola e dois brasileiros. Assim, cada espetáculo será analisado em duas visões e em duas línguas. O jornal será editado pelo pesquisador teatral Valmir Santos.

 

O Espaço da Mostra exibe uma exposição de fotos, material gráfico, de imprensa e vídeos das edições anteriores, além de uma banca com diversas publicações teatrais do Brasil e América Latina.

 

 

Espetáculos

 

20 de abril ? terça-feira, 18h, Sala Jardel Filho

 

Pedro de Valdivia: La Gesta Inconclusa - Companhia Tryo Teatro Banda / Santiago-Chile.

Duração: 70 min / Classificação: 13 anos

Sinopse: Humorístico e trágico, com canções e muitos instrumentos executados ao vivo ? instrumentos indígenas mapuches, guitarrão chileno, charango e outros mais conhecidos como violino e acordeom ?, três jograis dão vida a esta história onde se representam os primeiros anos da conquista do Chile, tendo como fio condutor as cartas que o conquistador Pedro de Valdivia enviou ao Rei da Espanha Carlos V.

 

21 de abril ? quarta-feira, 18h, Sala Ademar Guerra

Estranhas Galinhas - Grupontapé de Teatro/ Uberlândia ? Minas Gerais.

Duração: 60 min. / Classificação: 16 anos

Sinopse: A peça, escrita por Fernando Limoeiro, é inspirada no conto ?Um senhor muito velho com suas asas enormes?, de Gabriel García Márquez, e resgata traços da religiosidade e da cultura popular mineira. Vivendo isoladas dos olhares do povo, três irmãs devotas e seguidoras de São Roque, se vêem diante do imprevisível e buscam em outros olhos, a cumplicidade de cada momento daquela semana de carnaval em Santo Antônio dos Conjurados.

 

21 de abril ? quarta-feira, 19h, Sala Jardel Filho

Hotel Komarca - Companhia Henrique Artes / Luanda ? Angola

Duração: 90 min. / Classificação: 18 anos

Sinopse: A história de sete detidos que vivem as emoções e paixões dentro de uma cela, onde o medo e a coragem pela sobrevivência andam de mãos dadas. Um recheio de comédia e melodrama, na qual a encenação e enredo se unem para criar uma sólida análise sobre o cotidiano dos presos, suas angústias e aspirações.

 

22 de abril ? quinta-feira, 18h ? Sala Jardel Filho

Teruel y La continuidad del sueño - Companhia El Bachín Teatro / Buenos Aires ? Argentina

Duração: 60 min / Classificação: 16 anos

Sinopse: A obra põe em relevo o destacado papel que artistas e intelectuais do mundo todo assumiram na guerra contra o fascismo e nos questiona sobre a função da arte. A ação se passa em Teruel ? Espanha, em fevereiro de 1938. A cidade foi recuperada pelos franquistas, mas há resistência dos Republicanos. Aí está um grupo de artistas na frente da batalha, de brigadas internacionais que se negam a deixar a cidade enquanto preparam um espetáculo para levá-lo à capital (Madri).  

 

22 de abril ? quinta-feira, 18h ? Espaço Maquinaria (Rua Treze de Maio, 240 - Bela Vista -

Tels.: 3853-3651 / 3259-7580)                                      

Cidade Desmanche - Companhia Teatro de Narradores / São Paulo ? São Paulo.

Duração: 90 min / Classificação: 14 anos

Sinopse: Na peça, seguimos duas trajetórias que aos poucos vão se cruzando. De um lado, um ex-presidiário que está à procura dos elos perdidos: a mulher com quem viveu antes da prisão, a cidade que já não reconhece. De outro lado, um coreano que integra um esquema de falsificação de documentos e manutenção ilegal de bolivianos na cidade. Com o esquema desarmado pela polícia, passa a ser perseguido por esta e os bandidos que integravam o esquema ao mesmo tempo. A busca de um e a fuga de outro se confundem e produzem um encontro inusitado. Nesse duplo percurso, figuras do centro da cidade atravessam. Uma banda acompanha esse movimento, dando corpo e som à dupla narrativa. Cidade Desmanche é a imagem para essa cidade onde as relações se desfazem, onde os destinos confundem busca e fuga, onde a vida já não responde pelo nome.

 

23 de abril ? sexta-feira, 21h, Sala Ademar Guerra

Rosita Contratodo - Grupo Rapsoda Teatro / Bogotá ? Colômbia

Duração: 60 min / Classificação: 12 anos

Sinopse: Criação coletiva resultado da colaboração entre a escritora Diana Raznovich (Argentina), a diretora Margarita Borja (Espanha) e o Grupo Rapsoda da Colômbia. A personagem da jovem Rosita se desmembra em 3 perfis, a aérea, a terrestre e a amortalhada, que transita pela saqueada região da Catatumbo para revelar as vivências que atravessam as mulheres vítimas do tráfico sexual.

 

23 de abril ? sexta-feira, 21h, Sala Jardel Filho

Los Ríos Profundos - Grupo Cuatrotablas / Lima - Perú.

Duração: 70 min / Classificação: 16 anos

Sinopse: É uma leitura coral e dançada baseada no livro homônimo de José Maria Arquedas. Inspirando-se em um coro grego, quatro atores representam um Coro Arguedeano, criando seu próprio coro andino. Através de suas ações cantadas e dançadas, interpretam o protagonista, Ernesto, um menino de 13 anos, confuso por seus descobrimentos do mundo, e da relação complexa com seu pai, e dão vida aos Ernestos adultos: o Arguedas professor universitário, o Arguedas de pesadelos e insônias, às mulheres presentes e matriarcais.

 

24 de abril ? sábado, 14h, Sala Adoniran Barbosa

A Alegria do palhaço é ver o circo pegar fogo... Grupo Tá na Rua / Rio de Janeiro-RJ

Classificação: 12 anos

Sinopse: As bases práticas da companhia liderada pelo diretor Amir Haddad serão exibidas no sábado da Mostra, na forma de exercícios sobre a pesquisa que desembocará no próximo espetáculo do Tá na Rua, baseado na última crise financeira mundial e com um título provisório irreverente. A companhia carioca ocupará um novo formato de exibição teatral, proposta pela Mostra, onde o processo estético ganha espaço em uma proposta híbrida que une procedimentos de ensaios e apontamentos de futuros resultados. Na ocasião o Grupo lançará o livro Teatro Sem Arquitetura, Dramaturgia Sem Literatura, Ator Sem Papel.

 

24 de abril ? sábado, 17h, Sala Ademar Guerra

Livres e Iguais - Companhia Teatro Sim Porque Não? / Florianópolis-SC.

Duração: 55 min / Classificação: 6 anos

Sinopse: ?Livres e Iguais? é um trabalho de teatro de formas animadas inspirado na Declaração Universal dos Direitos Humanos. Cenas do duro cotidiano das grandes cidades, onde pessoas são obrigadas a sobreviver do lixo, a disputar um lugar para morar, onde há falta de trabalho, são entremeadas por imagens de lirismo e poesia.

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.