Home > Notícias do Centro > Notícias > Assembleias Gerais avaliam gestão 2009

Assembleias Gerais avaliam gestão 2009

27/05/2009

24/09/09

página inicial   | página anterior índice de notícias

 

Assembleias Gerais avaliam gestão 2009

 

Rafael Martinss

Ação Local Brigadeiro Tobias

Por Fábio Castro

 

A quarta-feira (23/9) foi movimentada para os participantes de 46 das 51 Ações Locais coordenadas pela Viva o Centro que realizaram Assembleias com suas respectivas comunidades.  Foi feito um balanço do Plano de Ação 2009, passando a limpo as conquistas e o que ainda precisa ser feito nas Ações Locais. E foi divulgada, ainda, a nova forma de eleição das Diretorias das Ações Locais para a Gestão 2010. Veja a seguir os principais pontos abordados em algumas dessas Assembléias.

 

Ação Local Álvares Penteado

Informou que dará continuidade ao evento natalino que realiza já há vários anos no Centro. Denominado ?Corações Iluminados?, o evento constará da entrega de panetones, material de higiene e limpeza para duas entidades filantrópicas, além de apresentações de corais no espaço público e de uma decoração natalina especial composta por festões verdes, flores, bolas, sinos, laços e flores de material reciclado (garrafas plásticas de diversas cores). Dentro do espírito ambientalista que vem caracterizando muitas das iniciativas das Ações Locais, a Álvares Penteado utilizará os mesmos materiais, depois de restaurados, que usou na decoração da Rua do Tesouro no ano passado.

 

Ação Local Pátio do Colégio/Boa Vista

Iniciou a reunião com um almoço no Restaurante Jockey Club, localizado na Rua Boa Vista. A reunião contou com o Major Tamashiro, da Polícia Militar, e do inspetor chefe do agrupamento da Guarda Civil Metropolitana, Rubens Trapia.  O tema da reunião foi a questão dos camelôs e as ações da polícia para conter o comércio informal, além de registros de assaltos na Rua Boa Vista com a Ladeira Porto Geral, ultimamente. Segundo Rubens Trapia, da Guarda Civil Metropolitana, a presença da corporação nas ruas afasta os camelôs, mas não soluciona o problema. Outra questão abordada foi o encerramento do projeto de restauração dos arquivos da Biblioteca Mário de Andrade e a recuperação do calçamento na Rua Boa Vista, com assentamento do ladrilho hidráulico que caracteriza o logradouro e foi providenciado pelo Banco de Ladrilhos mantido pela Ação Local.

 

Ação Local Paissandu

Rafael Martinss

Ação Local Paissandu

Promoveu a Assembléia de sua Comunidade às 15h, na Galeria do Rock. A situação dos pichadores e de crianças e adolescentes em situação de rua foi amplamente discutida. Daniel Blanco, da Galeria Central, comentou sobre a parceria entre sua galeria de arte e a Galeria Olido, com atividades de dança feitas para esses jovens. Daniel relatou, ainda, sobre o trabalho de teatro e dança que realiza diariamente com crianças abandonadas no Largo de Santa Cecília. As crianças, após um período, são encaminhadas para casas especiais de apoio. Outra questão abordada foi o assalto a idosos em agências bancárias na Avenida Rio Branco. A Ação Local estuda um meio para informar a população local de como agir e se prevenir de futuras tentativas de assaltos.

 

Ação Local São Francisco

Rafael Martinss

Ação Local São Francisco

O elevado número de assaltos também foi assunto na Assembléia da Comunidade da Ação Local São Francisco. Na avaliação dos presentes, o núcleo ainda não conseguiu muitas melhorias no que diz respeito à segurança. O assalto a idosos é elevado. Outro grande problema debatido foi a questão dos moradores de rua. Para essa Ação Local, a distribuição de sopa a céu aberto é uma atitude que deveria ser coibida pela polícia, pois, não gera promoção social, desrespeita a dignidade do outro por não lhe proporcionar o alimento em um local adequado e suja o espaço público.

 

Ação Local Brigadeiro Tobias

Foi de novo uma Assembléia concorrida na Brigadeiro Tobias, com 38 participantes. Moradores e representantes de empresas da rua marcaram presença em uma das salas do Grupo Lund de Editoras Associadas, espécie de ?tutor? dessa Ação Local.  O problema debatido foi a questão do lixo nas ruas. Segundo os presentes, a situação ainda não é ideal, mas as melhorias já podem ser notadas. O elevado número de pontos de lixo nas calçadas foi reduzido graças à implantação em alguns condomínios de lixeiras especiais, que são lacradas e abertas apenas pelo lixeiro, que detém a chave. A Ação Local visa estimular a coleta seletiva de lixo, além de incentivar a denúncia para quem coloca lixo em lugares indevidos. Outra ideia da Ação Local é a criação de uma ?Rua de Lazer?, um local adequado para se passear e brincar com crianças e adolescentes aos domingos e feriados.

 

Eleições Gerais

Quem tiver interesse em se filiar, e se candidatar a dirigente, da Ação Local de sua rua deve preencher as fichas de inscrições que foram enviadas junto com as convocações ou que também podem ser obtidas na sede da Viva o Centro, na Rua Líbero Badaró, 425, 4º andar. As inscrições estão abertas até 9/10.

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.