Home > Notícias do Centro > Notícias > Ciclo de shows do CCBB celebra a força do feminino em encontros de artistas

Ciclo de shows do CCBB celebra a força do feminino em encontros de artistas

20/04/2018

Cantar o lugar onde o feminino está presente em todos e todas: essa é a ideia que guiou a criação do projeto FEMININO, que ocupa o CCBB de São Paulo entre 12 e 14 de maio. O projeto estreou no CCBB Rio em março, com duas sessões lotadas - os encontros de Elza Soares com Pitty e de Xênia França com As Bahias, seguiu para Brasília, com Xênia, As Bahias, Anelis Assumpção, Tulipa Ruiz, Alice Caymmi, Jaloo, Tiê e Badi Assad, e seguirá ainda para Belo Horizonte.

 

"Nosso desejo é que o público vivencie a força e expressão do feminino com artistas que as carregam em seus universos e, consequentemente, na obra que produzem", diz Débora Ribeiro de Lima, idealizadora do projeto ao lado de Dani Godoy, do Ninas. "A proposta é produzir um antídoto de resiliência diante do momento mundial de tensão, carregado de insegurança e medo, suscitando no público uma consciência potente, mas amorosa e pacífica".


​Em São Paulo (12 a 14/5)

 

O primeiro show em São Paulo traz duas cariocas. Fernanda Abreu, garota sangue bom, compositora, cantora, vascaína, nascida na Zona Sul encontra a jovem Iza, criada no subúrbio de Olaria, lançando seu primeiro disco. São artistas com discursos e projetos ao mesmo tempo próximos e contrastantes - gerações diferentes, vivências diversas em uma mesma cidade e a convergência no balanço pop.

         O segundo show é poesia, amor e homenagem com Anelis Assumpção e Juçara Marçal. As duas levam ao palco o projeto de Serena Assunção, irmã de Anelis - ambas filhas de Itamar, um dos papas da Vanguarda Paulista -, o disco Ascensão.

 

Serena, que morreu em março de 2016 aos 39 anos, deixou o disco pronto e Anelis se tornou embaixadora do trabalho, que conta com a participação de artistas como Tulipa Ruiz, Tetê Espíndola, Céu, Moreno Veloso e o Metá Metá, grupo do qual Juçara Marçal faz parte. O CD traz cantos dos orixás, projeto erguido desde 2009 e gravado em 2015.

 


​Cada faixa do disco é ainda dedicada a uma personalidade que Serena admirava - Elis Regina, Clara Nunes, Luz Del Fuego, Paco de Lucia  e  Mãe Menininha do Gantois são algumas delas. Anelis, com três discos gravados - o mais recente, Taurina - deixou de lado seu próprio trabalho para essa missão.

 

         Juçara Marçal, solista e também conhecida integrante do Metá Metá, trança suas vozes no palco paulistano. Com seus parceiros do grupo - Kiko Dinucci e Thiago França - gravou no disco de Serena a canção dedicada a Xangô.

 

O terceiro e último show reúne Filipe Catto e Maria Gadú,  encontro marcado por contrastes que se complementam. O gaúcho Catto, de voz de timbre agudo e um trabalho com temática e letras incisivas encontra a paulistana Gadú, que traz uma música de extrema delicadeza, nos temas e formatos, interpretada por sua voz forte.

 

CCBB São Paulo

Sábado, 12/5 - Fernanda Abreu convida Iza - 20h

Domingo, 13/5 - Ascensão por Anelis Assumpção + Juçara Marçal - 18h

Segunda, 14/5 - Filipe Catto convida Maria Gadú- 20h

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.