Home > Notícias do Centro > Notícias > Governo do Estado volta a investir no Centro

Governo do Estado volta a investir no Centro

27/05/2009

 

Governo do Estado volta a investir no Centro

 

Divulgação

Assinaram o protocolo o governador Cláudio Lembo e o presidente do Santander Banespa, Gabriel Jaramillo

O governador Cláudio Lembo e o presidente do Banco Santander Banespa, Gabriel Jaramillo, assinaram nesta quinta-feira (21/9) protocolo de intenção de compra, pelo Governo, de quatro prédios no Centro de São Paulo pertencentes à instituição. Esses prédios, assim como os já adquiridos ao Banco Itaú, vão abrigar serviços públicos estaduais a serem transferidos para o Centro. A medida representa importante contribuição do poder público estadual com a requalificação da área e gerará economia. O preço de R$ 17,06 milhões será pago em 120 parcelas mensais. A Viva o Centro esteve representada por seu superintendente, Marco Antonio Ramos de Almeida, que assinou o protocolo como testemunha.

 

?Estamos fazendo um bom negócio para São Paulo, um negócio extremamente sólido que vai permitir que se faça economia e que se agreguem patrimônios ao Centro Histórico do Estado?, disse o governador, depois de afirmar que a assinatura do protocolo era um ato jurídico, mas com simbolismo muito especial, na medida em que confirmava a disposição do Governo do Estado de continuar colaborando com a recuperação do Centro.

 

?A iniciativa contribui para revitalizar o Centro da cidade, com a ocupação dos edifícios pelo governo estadual?, disse por sua vez o presidente do Santander Banespa, que está aglutinando suas operações em quatro centros administrativos na Zona Sul, mas manterá parte de suas atividades no Centro, mais exatamente na tradicional Torre do Banespa (Edifício Altino Arantes), que não fez parte do negócio.

Divulgação

Governador Cláudio Lembo anuncia compra de prédios do Santander Banespa, no Centro

 

O governador lembrou o valor histórico do centro da Capital paulista. ?Estamos aqui para recompor, restaurar e refundar São Paulo. São Paulo nasceu do centro histórico. Lá, nós temos todo um simbolismo da vida paulista, da forma de ser dos paulistas. Naquele triângulo formado pelo Pátio do Colégio, São Francisco e São Bento, nós temos a criação de todo o Estado de São Paulo e certamente do Brasil?.

 

Em sua fala, o superintendente geral da Associação Viva o Centro, Marco Antonio Ramos de Almeida, destacou a importância do retorno de secretarias e empresas estaduais ao Centro de São Paulo, como forma de dinamizar ainda mais a região, facilitar à população o acesso a esses serviços, por ser a área a mais bem servida da cidade em transporte público e dar mais eficiência à máquina governamental. ?O Centro, em todas as grandes cidades do mundo, é o locus ideal do poder público?, disse

 

Também compareceram à solenidade de assinatura o secretário da Casa Civil, Rubens Lara, a secretária da Ciência e Tecnologia, Maria Helena Castro, o secretário de Economia e Planejamento, Fernando Braga, e o procurador-geral-adjunto do Estado, Carlos Mendes Júnior.

 

Os prédios

 

Para os prédios comprados deverão ser transferidas quatro secretarias ? Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia, Planejamento e Desenvolvimento Social ?, a Defensoria Pública e o Instituto Geográfico e Cartográfico do Estado, entre outros órgãos estaduais.

 

A aquisição dos imóveis deve gerar uma economia mensal de 19%, em relação aos aluguéis atualmente pagos. A formalização do negócio ocorrerá sob forma de alienação fiduciária, conforme a lei 9.514/97. Os edifícios adquiridos pelo Governo do Estado são os seguintes:

 

Divulgação

Edifícios adquiridos pelo Governo do Estado: Rua Álvares Penteado, 49-53; Rua Boa Vista, 209; Rua Boa Vista, 200-206; e Rua João Brícola, 32

 

Prédio na Rua Boa Vista, 209 ? construído junto com o Edifício Altino Arantes (Torre do Banespa), como uma ala de serviços, inaugurado em 1947, tem 17 andares e 7.239 m². A Torre do Banespa (Praça Antonio Prado, nº 6) não entrou na negociação;

Prédio na Rua João Brícola, 32 ? inaugurado em 1978, tem 17 andares e a área vendida ocupa 12.895 m2;

Prédio na Rua Boa Vista, 200-206 ? comprado pelo Banco da Província do Estado do Rio Grande do Sul em 1943, foi sede de diversas instituições financeiras, tem nove andares e 4.000 m²;

Prédio na Rua Álvares Penteado, 49-53 ? construído em 1963 e comprado pela Corretora Banespa em 1985, tem 10 andares e 4.309 m².

 

Aquisições anteriores

 

Em agosto de 2003, o então governador Geraldo Alckmin anunciou que passaria a ter um gabinete no Centro. Naquele mês, o Governo do Estado formalizou protocolo de intenção de compra com o presidente do Conselho do Banco Itaú e ex-prefeito de São Paulo, Olavo Egydio Setúbal, de um conjunto de oito prédios do banco, no Centro Histórico.

 

Para esses prédios, entre as ruas XV de Novembro e Boa Vista, onde passou a funcionar o Gabinete Especial do Governador, mudaram-se três secretarias ? Habitação, Transportes Metropolitanos e Emprego e Relações do Trabalho; e cinco empresas estaduais ? Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Companhia do Metropolitano de São Paulo, Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM), Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) e Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa).

 

Em meados de 2005, também a Universidade Estadual Paulista (Unesp) decidiu trazer sua reitoria dos Jardins para o Centro. Na época, adquiriu ao Banco Itaú o Edifício Jorge Duprat Figueiredo, na Rua Quirino de Andrade, 215, proximidades da Praça Dom José Gaspar, quase em frente à biblioteca Mário de Andrade. O prédio foi vendido por R$ 6,69 milhões, a serem pagos pela Unesp em 60 parcelas mensais de R$ 111,5 mil ? valor muito menor do que o aluguel mensal (R$ 241,3 mil) do espaço que alugava na Alameda Santos. A nova sede da Reitoria da Unesp está sendo inaugurada nesta sexta-feira (22/9) (clique aqui para saber mais).

 

As duas instituições bancárias ? Santander Banespa e Itaú ? estão entre os principais patrocinadores da Associação Viva o Centro.

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.