Home > Notícias do Centro > Notícias > Itaú Cultural homenageia o arquiteto Paulo Mendes da Rocha em sua nova Ocupação

Itaú Cultural homenageia o arquiteto Paulo Mendes da Rocha em sua nova Ocupação

17/09/2018

Um dos nomes essenciais na história da arquitetura brasileira, Paulo Mendes da Rocha é o escolhido para a 41ª exposição da série "Ocupação" do Itaú Cultural, que abriu na última quinta-feira (13).

São mais de 100 itens que contam sua trajetória, como fotos de família, desenhos de autorretratos ou arquitetônicos, esboços, maquetes e outros materiais selecionados de seu acervo pessoal, escolhidos pelo curador Guilherme Wisnik e uma equipe do instituto.

A exposição foca em 11 de seus projetos, a maioria deles não construídos, que têm em comum a água, um elemento da natureza que sempre inspirou o arquiteto.

Autor de obras como o pórtico na Praça do Patriarca (projeto encomendado pela Associação Viva o Centro que inclui a Galeria Prestes Maia), a reforma da Pinacoteca e, recentemente o Sesc 24 de Maio, Paulo é lembrado aqui por projetos como uma proposta para a Praça da República, que previa a instalação de uma grande piscina pública no local, ou o Aquário Municipal de Santos.

Biografia

Nascido em 1928 na cidade de Vitória (ES), filho de um engenheiro de portos e navegações - o que o marcou com o imaginário dos rios e dos mares -, Mendes da Rocha começou a carreira em 1957. Após ser selecionado para projetar o ginásio do Club Athletico Paulistano, foi convidado pelo arquiteto e professor João Vilanova Artigas (1915-1985) para ser seu assistente. Com outros arquitetos, fizeram a "escola paulista", marcada pela ênfase na técnica, no concreto armado e na estrutura.

Desses princípios até hoje, Mendes da Rocha tem projetado construções públicas e particulares, de praças a estádios, de equipamentos culturais a edifícios de serviço governamental. Para além da obra edificada, seu trabalho é marcado por aprofundadas reflexões sobre o papel da arquitetura.

Ao ressaltar o aspecto das águas, esta exposição - que traz projetos realizados e não realizados - retoma as origens do arquiteto, assim como projetos antigos de um Brasil e de uma América Latina interligados pelos rios, em oposição ao enfoque no sistema rodoviário; e mostra como a sua obra se articula com um debate sobre democracia e vida em conjunto. Esta 41ª Ocupação também conta com uma publicação impressa, que traz um ensaio sobre a trajetória do homenageado e apresenta dois dos seus projetos - o Poupatempo de Itaquera e o Sesc 24 de Maio - do ponto de vista de quem os vive: desde aqueles de passagem até usuários constantes.

 

SERVIÇO

Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149, Bela Vista; tel: 2168-1777)

Ter a sex, das 9h às 20h; sáb, dom. e feriados, das 11h às 20h.

Até 04/11 - GRÁTIS

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.