Home > Notícias do Centro > Notícias > Livro narra a trajetória do empresário que transformou a história urbana de São Paulo

Livro narra a trajetória do empresário que transformou a história urbana de São Paulo

09/11/2018

A Casa da Boia Cultural promoveu ontem (8/11), o lançamento do livro "Um Artífice na Urbanização Paulistana: Rizkallah Jorge Tahan (1895-1949)", da historiadora Renata Geraissati Castro de Almeida. Trata-se da biografia histórica de um dos mais importantes empresários paulistanos, que teve relevante participação no processo de urbanização de São Paulo.

A edição e o lançamento do livro, que foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), integram as ações em comemoração aos 120 anos da Casa da Boia. Imigrante sírio com ascendência armênia, Rizkallah chegou a São Paulo no final do século XIX. Em apenas três anos, fundou um dos comércios mais tradicionais da cidade, a Casa da Boia, assumindo papel de destaque como empresário, construtor e benemérito, na metrópole que surgia.


"O livro parte de um indivíduo, uma micro-história, e o interliga com a macro-história de São Paulo e de seu desenvolvimento urbano, desde sua chegada à cidade, em 1885, até o seu falecimento, em 1949", explica a autora.


Para ela, as várias frentes de atuação mostram o alto nível de empreendedorismo de Rizkallah Jorge, a começar pela criação da Casa da Boia, com a fabricação de artefatos de decoração, como arandelas, gradis e candelabros. Posteriormente, a produção de materiais sanitários, entre eles as boias de caixas d'água - que consolidaram o nome da loja -, atendeu a uma demanda de saúde pública, pois as condições higiênico-sanitárias precárias da cidade que se desenvolvia causavam várias doenças na população.


O livro, no entanto, mostra como o empresário passou a atuar em outros ramos, ao investir no mercado imobiliário. Foi um dos primeiros construtores de edifícios residenciais de São Paulo, entre eles, os Palacetes São Jorge, Paraíso e Alepo, todos localizados na Rua Carlos de Souza Nazaré, além do próprio casarão da Rua Florêncio de Abreu, onde ainda hoje fica a sede da Casa da Boia. Dessa forma, juntamente com outros empresários, Rizkallah Jorge teve papel preponderante na construção do espaço urbano paulistano.


A historiadora também traça um paralelo, como não poderia deixar de fazer, entre a história de Rizkallah e o movimento imigratório, que ocorreu em São Paulo no mesmo período e foi decisivo para a urbanização e o desenvolvimento da cidade. Nesse contexto, o lado filantropo de Rizkallah Jorge se sobressai, com o acolhimento e o apoio a vários imigrantes sírios, que como ele chegavam à Capital em busca de novas oportunidades, além de órfãos, idosos e outras pessoas necessitadas, com doações para importantes instituições religiosas e de saúde, clubes sociais e outros.

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.