Home > Notícias do Centro > Notícias > Melhor companhia africana de dança no Brasil

Melhor companhia africana de dança no Brasil

05/06/2008

18/05/09

página inicial   | página anterior índice de notícias

 

Melhor companhia africana de dança no Brasil

 

A Compagnie Georges Momboye, considerada a melhor companhia africana de dança contemporânea, chega ao Brasil em junho para realizar apresentações em várias cidades, como em Juiz de Fora, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo.

 

Com uma formação inusitada, pois, além de dançarinos, reúne músicos e cantores originários de países como a Costa do Marfim, Camarões, Guiné e Senegal, a companhia é reconhecida mundialmente pela sua criatividade, que une a tradição da cultura africana a elementos da dança clássica, do jazz e do hip hop.

 

As apresentações que a companhia realizará pelo Brasil fazem parte das comemorações do Ano da França no Brasil, e entre suas coreografias, a que se destaca será ?Boyakodah?, de Momboye.

 

Com 11 dançarinos, um cantor e quatro músicos, o espetáculo, cujo nome significa felicidade em guéré, língua falada do Oeste da Costa do Marfim, é, segundo o próprio coreógrafo, uma ode à vida. Em cena, os bailarinos interagem com a cuia e o bastão do pilão, objetos que são símbolos sexuais da procriação, força e harmonia.

 

Em São Paulo, as apresentações serão nos dias 26, 27 e 28 de junho, no Teatro Municipal (Praça Ramos de Azevedo, s/n ?Metrô Anhangabaú).

 

Confira as cidades que o companhia se apresentará.

 

Sobre Momboy

 

Formado em dança africana desde os 13 anos de idade, Georges Momboye deixou a Costa do Marfim para se aperfeiçoar com coreógrafos do porte de Alvin Ailey, Brigitte Matenzi, Rick Odums e Gisèle Houri, cujo acento contemporâneo influenciou definitivamente seu trabalho. Ao longo de seus 17 anos de existência, o grupo se consolidou como um dos mais importantes de dança africana contemporânea.

 

Sua primeira grande coreografia, ?A Paz?, foi encomendada pela Unesco e foi interpretada por 50 dançarinos, projetando internacionalmente o nome de Momboye. Seguiram-se trabalhos como ?Adjaya?, ?M?bah Yoro?, ?Tahaman?, entre outros. Seu ecletismo se traduz também nas recriações de clássicos como ?A sagração da primavera?, de Stravinsky, e ?Prelúdio à tarde de um fauno?, de Debussy. Assinou coreografias para empresas como L?Oreal e videoclipes para Alpha Blondy e Kool and the Gang.

 

Em 1998, criou em Paris o primeiro centro de danças pluri-africanas, onde desenvolveu uma linha pedagógica que fez escola e foi adotada na Europa, Estados Unidos, América Latina e Ásia. Em dezembro de 2005, estreou ?Afrika Afrika?, espetáculo itinerante que reuniu mais de 100 dançarinos, músicos e artistas de circo em turnê pela Alemanha, Suíça e Áustria. Suas criações já foram apresentadas em grandes festivais como a Bienal Internacional da Dança, em Lyon, Santander Festival, na Espanha, e no Sadler?s Theater, em Londres, entre outros teatros de prestígio.

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.