Home > Notícias do Centro > Notícias > Mostra “Relíquias do Buda” na Liberdade

Mostra “Relíquias do Buda” na Liberdade

14/05/2009

07/04/10

página inicial   | página anterior índice de notícias

 

Mostra ?Relíquias do Buda? na Liberdade

 

O Centro Cultural Hiroshima, no bairro da Liberdade apresentará, entre 8 a 11/4  a curiosa exposição ?Relíquias do Buda? aos paulistanos. Os visitantes poderão receber bênçãos oferecidas por monges que acompanham a mostra em todo o mundo e por mestres residentes no Brasil como o Lama Padma Samten, criador do Centro de Estudos Budistas Bodsatva, uma das organizações responsáveis pelos eventos, juntamente com o Centro Shiwa Lha do Rio de Janeiro, Centro Buda da Compaixão de Vitória/ES com apoio do Instituto Caminho do Meio de Viamão/RS e Centro de Cultura Tibetana de Florianópolis/SC.

 

Até 23/5,  brasileiros de nove estados do Brasil ? Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Paraíba -  terão a rara oportunidade de ver de perto os restos mortais de Sidarta Gautama, o Buda, encontrados 2.500 anos atrás. Eles estão na exposição itinerante ?As Relíquias do Buda?, que já passou por 150 países e apresenta os cristais sagrados recolhidos na cremação do Buda Histórico e de outros mestres. As ?relíquias? são transferidas de geração em geração pelos mestres em diversas localidades do mundo onde se pratica o Budismo e, graças a esta tradição, chegaram até nossos dias.

 

Segundo os organizadores da mostra, as relíquias não são peças inanimadas como vestuários, ossos ou fragmentos de dentes, mas sim cristais, que lembram pérolas e surgem entre as cinzas. Denominadas pelos tibetanos como ?ringsel?, guardariam a essência das qualidades do mestre espiritual. Para eles, a pureza destes religiosos na forma de relíquias seria a evidência de que alcançaram qualidades de compaixão e sabedoria antes da morte.

 

Após a mostra itinerante, as 1.000 relíquias do Buda e outros mestres serão guardadas em definitivo em um relicário no coração da estátua gigante de 152 metros em construção na Índia e que integra o Projeto Maitreia -  empreendimento sócio-cultural e religioso erguido em Kushinagar. Com inauguração prevista para este ano, reunirá museu, biblioteca, teatro, templos, salas de exposição, serviços de hospitalidade, lindas fontes de água e pavilhões de meditação, visando a difundir o budismo e preservar a cultura tibetana, por meio de documentos, relíquias e ensinamentos sagrados doados, trazidos do Tibete invadido e de outros locais do mundo.

 

Além disso, terá escolas e um hospital universitário para atender a população carente do seu entorno. Quinhentos alunos já estão recebendo educação gratuita na escola Projeto de Educação Universal Maitreia, em Bodhigaia, que faz parte do empreendimento liderado na California pelo mestre tibetano Lama Zopa Rinpoche, com apoio do Dalai Lama e de personalidades internacionais como Richard Gere.

 

Serviço

 

Centro Cultural Hiroshima no Brasil

Rua Tamandaré, 800, Liberdade

Tel.: (11) 3207 5476

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.