Home > Notícias do Centro > Notícias > Na Caixa Cultural-Sé, uma reflexão sobre as cidades

Na Caixa Cultural-Sé, uma reflexão sobre as cidades

16/06/2006

Na Caixa Cultural-Sé, uma reflexão sobre as cidades

 

Fábio Mattos

Crescimento desordenado das grandes cidades inspira Amanda Mei

O crescimento urbano desordenado de nossas grandes cidades é o tema da mostra ?As Sobras e Desconstruções?, com instalações que a artista plástica Amanda Mei apresenta ao grande público a partir desta sexta-feira (14/7) na Caixa Cultural-Sé (Praça da Sé, 111).

 

A exposição reúne duas instalações. Na primeira, ?Desconstruções?, Amanda Mei dispõe pelo espaço expositivo construções com fragmentos de móveis. Na segunda, ?As Sobras?, gavetas que contêm tijolos e tacos ocupam o espaço.

 

Em ?As Sobras?, o público é convidado a levar objetos, numa interação entre obra e espectador.  A intenção é flagrar a continuidade de uma arte a partir do fim de uma outra, que nada mais é do que a mensagem da própria exposição, que busca intervir no movimento que acelera esse crescimento dos grandes centros urbanos, quando transporta restos e sobras recolhidos em caçambas da cidade para uma galeria de arte. Através do contato com o público, a instalação desconstrói os supostos percursos dos objetos que modificam o ambiente urbano.

 

Amanda Mei é artista plástica formada pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) e vem participando de diversas exposições pelo Brasil desde 2001.

 

A Caixa Econômica Federal, mantenedora da Caixa Cultural-Sé, está entre as instituições filiadas à Associação Viva o Centro.

 

Serviço

Caixa Cultural-Sé

Praça da Sé, 111, Galeria Neuter Michelon (1° andar)

Tel. 3107-0498

Ter a dom, das 9h às 21h

Metrô Sé

Até 13/8

 

Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.