Home > Notícias do Centro > Notícias > São Paulo de todas as religiões é o tema da Caminhada da Câmara

São Paulo de todas as religiões é o tema da Caminhada da Câmara

12/05/2008

17/06/11

página inicial   | página anterior índice de notícias

 

São Paulo de todas as religiões é o tema da Caminhada da Câmara

  

 

Domingo (19/6), às 9h, a Câmara Municipal de São Paulo realiza mais uma Caminhada, desta vez com o tema Diversidade religiosa, em homenagem a feriado de Corpus Christi. O roteiro vai passar por diferentes locais de culto na cidade. O bairro da Liberdade, bastante conhecido como reduto da colônia japonesa, foi escolhido por ser um exemplo da convivência entre as religiões.

O ponto de encontro para início da caminhada é o prédio da própria Câmara, no Viaduto Jacareí, 100. Na primeira parada, a Federação Espírita do Estado de São Paulo, na Rua Maria Paula.

A Igreja de São Gonçalo, na Praça João Mendes, é a segunda atração. A parada seguinte será no Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, cujo prédio foi recentemente tombado e virou patrimônio cultural da cidade.

Seguindo para a Praça da Liberdade, os caminhantes vão visitar a Igreja dos Enforcados, mesma região onde atualmente é realizada a Festa de Buda.

A Catedral Metodista é o quinto ponto de parada. De lá, os participantes seguem para a sede da Sukyo Mahikari (su = supremo, kyo = ensinamento; ma = verdade, hikari = luz; ou seja, ensinamento supremo da luz verdadeira) que está instalada em um belo jardim na rua São Joaquim. Ainda na mesma rua está a Assembleia de Deus Nipo-Brasileira, fundada em 1980, que ocupa hoje o prédio do antigo Cine Tokyo.

Além de templos religiosos, a Rua São Joaquim também abriga a Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo. A maçonaria é uma ordem universal formada por todas as raças, credos e nacionalidades, são pessoas que se reúnem com a finalidade de construir uma sociedade com base no amor fraternal e na esperança com amor a Deus, à Pátria, à Família e ao próximo.

Da rua São Joaquim a caminhada segue pela rua Taguá, onde está instalada desde 1928 a Igreja Adventista do Sétimo Dia. No bairro dos japoneses, não poderia faltar um representante do budismo. O Templo Busshinji (Templo do Coração-Mente de Buda) da Comunidade Budista Soto Zenshu da América do Sul é a décima parada do roteiro.

Presenciar uma celebração da missa na língua aramaica, a mesma falada por Jesus Cristo, é possível na Igreja Maronita, de católicos orientais, também instalada no bairro da Liberdade. A última parada da caminhada é a Catedral de São Nicolau, sede da Diocese Ortodoxa na cidade, construída em 1935.

Serviço
Câmara Municipal de São Paulo
Viaduto Jacareí, 100
Dom (19/6), às 9h



Deixe Seu Comentário:

Gostou? Então compartilhe.